A importância de ensinar o rolamento (cambalhota) nos primeiros anos de vida.

e1e7a85f5eca0472490ef8c8bcbc395c

Ensinar cambalhotas (somersault) faz parte do meu planejamento constantemente. Chegar em um novo colégio no início de ano e perceber que as cambalhotas não foram inclusas anteriormente nas atividades físicas para as crianças fez com que o exercício se torna-se religioso nas aulas de circo que ministro.

Não somente nas aulas de circo que aplico os exercícios, mas como tenho no meu currículo a aula, procuro fazer sempre as cambalhotas nessa aula extracurricular da escola. Lá tenho crianças a partir de 1 ano e meio até 7 anos, então consigo fazer variações do rolamento no decorrer do semestre. Comecei a fazer o “back flip” agora no segundo semestre, além de utilizar a bola de Pilates e o plano inclinado para auxílio dos exercícios.

Por que devemos ensinar a cambalhota?

Em primeiro lugar podemos dizer que as crianças devem explorar os movimentos do próprio corpo, afinal, o primeiro objeto que uma criança reconhece é seu próprio corpo.

O rolamento, popularmente conhecido como cambalhota, é um padrão de movimento fundamental que faz parte dos esportes como ginástica acrobática, artes marciais, natação (virada olímpica), mergulho (entrada na água), dentre vários outros.

Ao virar cambalhota, a criança desenvolve a adaptação e domínio da alternância dinâmica de posições corporais e experimenta a sensação de rolar e recuperar o equilíbrio, promovendo adaptação às rotações. Além disso, exige da criança um controle muscular, dá elasticidade à coluna e trabalha toda a circulação. Quanto mais ela se dobra, se arredonda, mais músculos vai utilizar e a circulação trabalha com eficácia, oxigenando o corpo por inteiro.

Se a criança ainda não consegue virar cambalhota sozinha, você pode ajudá-la segurando a cabeça pela nuca, para ela manter o queixo junto ao peito, enquanto conduz a realização do rolamento pela parte posterior da coxa, com a outra mão, no sentido do giro.

Cuidados com a execução.

O importante é auxiliar as crianças na execução para evitar lesões graves na coluna cervical. Como comentado por professores, se você não tiver segurança para ensinar uma criança na execução de cambalhotas, melhor não realizá-las. Com segurança, apoie o queixo da criança no peito para proteção da cervical e oriente-a para não virar a cabeça durante a execução.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s